Lauro Lopes

Natural do Rio de Janeiro, e Bacharel em música com habilitação em violoncelo pela UNIRIO na classe de Hugo Pilger, tendo começado os seus estudos de violoncelo com o professor Ronildo Cândido no projeto Aprendiz-música na escola.

Nos anos de 2010, 2011 e 2013 foi convidado pela Oslo Camerata a participar como bolseiro do Valdres Sommersymfoni na Noruega e também já participou em festivais nacionais, entre eles a Oficina de Música de Curitiba (2011 e 2016), Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão (2014-2015-2017 e 2019) entre outros. Atuou como solista com a OSN (Orquestra Sinfónica Nacional), OJN (Orquestra Jovem de Niterói), Orquestra Sinfónica da UNIRIO, Orquestra Barroca da UNIRIO, Orquestra Sinfónica de Barra Mansa e Orquestra Sinfônica da ESMAE. Em 2011 foi primeiro classificado na sua categoria, no Concurso de Cordas Paulo Bosisio; em 2016 foi contemplado com uma menção honrosa no 17º concurso internacional da cidade do Fundão, em Portugal; foi vencedor do 1º Concurso Jovens Talentos da Orquestra Sinfônica Nacional em 2017 e 1o classificado no Prémio Helena Sá e Costa, da ESMAE, em 2018. Foi primeiro violoncelo na OSBJ (Orquestra Sinfónica Brasileira Jovem), Orquestra Jovem de Paquetá, Orquestra Sinfônica da CESGRANRIO e Orquestra Sinfônica de Barra Mansa.