Carina Albuquerque

Carina Albuquerque (1981) é uma violoncelista galardoada com diversos prémios: 3o prémio no Concurso de Interpretação do Estoril (2009), 1o prémio no North London Music Festival (2004), 2o prémio nos concursos Prémio Jovens Músicos da RDP (2004), entre outros.

Concilia a sua actividade concertística, de onde se destacam diversos concertos em Portugal, Inglaterra, Eslovénia, Alemanha, Grécia, Itália, França, com a sua actividade pedagógica no Conservatório de Guimarães desde 2009 e, a partir de Setembro de 2022 na Academia A Pauta.

No âmbito da Música Contemporânea, integra diversos projectos: “Obras Portuenses da década de 20” (Sonoscopia 2021, 2022); SUPERNOVA Ensemble; Space Ensemble, PEIXE MÍOPE. Colabora com o artista multidisciplinar e investigador Álvaro Barbosa, tendo realizado várias performances da sua obra Journey to the Last Frontier, em Portugal, Eslovénia e Alemanha. Colabora regularmente em gravações de discos de artistas como Carminho, Manel Cruz, Carolina Deslandes, Maria do Céu Camposinhos, entre outros.

É 1o violoncelo solo da Orquestra de Guimarães, colaborando também com outras orquestras e ensembles portugueses: Orquestra Gulbenkian, Orquestra de Câmara Portuguesa, Camerata Nov’Arte, Orquestra Filarmónica Portuguesa. Foi convidada a participar nas duas edições do Festival Musical’été à Sevrey (França), em 2017 e 2019, onde integrou diversas formações de câmara.

Depois de iniciar os estudos de violoncelo na Escola Profissional Artística do Vale do Ave, com o Professor Jaroslav Mikus, Carina continuou a sua formação na Holanda e mais tarde em Londres, na Guildhall School of Music and Drama, onde concluiu o Master’s Degree in Music (2005) e o Master’s in Music Performance (Música de Câmara) – Guildhall Artist (2007), na classe do Professor Stefan Popov. Em 2015 concluiu o Mestrado em Ensino de Música, na Universidade do Minho. No ano lectivo 2018/19 frequentou o XIV Curso de Formação de Animadores Musicais da Casa da Música (Porto).